Museu Olímpico e do Esporte de Barcelona

Este post faz parte da blogagem coletiva organizada pela RBBV pelo #Museumweek.

Em 2017 Barcelona comemora 25 anos dos jogos olímpicos de 1992. Uns jogos que mudaram a cidade completamente, abrindo-a para o mar e criando um novo bairro e novos espaços para os moradores. Uma verdadeira revolução urbanística que vem sendo celebrada na cidade há muitos anos.

ciclismo

A primeira grande celebração veio com a criação de um museu dedicado ao esporte olímpico e paraolímpico. Em 2007 foi inaugurado, no Montjuïc, o museu Olímpic i de l´Esport ou museu Olímpico e do esporte. A instituição leva o nome do presidente do comitê olímpico internacional, entre 1980 e 2001, Juan Antonio Samaranch.

O museu é uma grande janela aberta para o mundo do esporte, um espaço para conhecer a fundo o esporte de alto rendimento e a sua trajetória olímpica. Um equipamento pioneiro na Europa, com uma visão história, ética, lúdica e educativa. Um lugar para viver o esporte como parte dele.

hockei

A visita nos proporciona uma volta as olimpíadas de 1992, onde vivenciamos as vitória e as emoção vividas pelos atletas entre julho e setembro. Um corredor nos transporta aos estádios, piscinas, campos, pistas onde só falta escutar os gritos de vitória dos esportistas e a vibração da torcida.

O museu é formado por pequenos nichos, onde os esporte são apresentado aos visitantes. Conhecemos um pouco da história, da evolução e também os grandes atletas. É interessante ver os antigos instrumentos usados pelos atletas e os atuais. Desta forma, podemos comparar e entender como a tecnologia é importante para o esporte e como ela ajuda a melhorar as modalidades e também o rendimento dos competidores.

museu-olimpico-barcelona

cadeira-roda-olimpica

Vários objetos do museu foram doados pelos próprios atletas, o que o deixa mais especial, né?!

Além dos esportes tradicionais, também vemos esportes considerados autóctonos e tradicionais, como a capoeira. Isto mostra que o museu considera como esporte não só aqueles que são regidos por comitês olímpicos ou que estão nas olimpíadas mas tudo que promove o bem estar do corpo.

capoeira_barcelona

O museu tem uma parte dedicada as olimpíadas que vai desde a de Barcelona até a de Londres. Claro que a de Barcelona tem um destaque especial, com exposição de Cobis, o mascote de 92, roupas usadas na abertura e uma boa lembrança para nós brasileiros: a grande e primeira vitória do vôlei masculino do Brasil.

tocha-olimpica

vole_brasil_92

Eu me lembro que a cerimônia de inauguração foi linda e muita gente se emocionou ao ver o mar mediterrâneo representado em pleno estádio e a chama sendo acessa com a uma flecha.

abertura-olimpiada-92

Cobi o mascote das Olimpíadas de 1992.

Cobi, o mascote das Olimpíadas de 1992.

A visita termina em uma parte interativa, onde a gente pode testar os nossos próprios limites e viver experiências olímpicas e esportivas. Esta parte, com certeza, é a preferida das crianças. Aliás, este é o museu perfeito para ir com crianças e amantes do esporte.

museu_olimpic_esport

Antes de ir embora você pode levar para casa um Cobi em forma de chaveiro ou mesmo em miniatura. O preço é bem baratinho e a lembrança especial. Eu comprei um para mim. Adoro mascotes de olimpíadas.

Onde fica?

Av. de l`Estadi, 60 – junto ao Estádio Olímpico.

Horário:

Invierno (de outubre a março)
De terça a sábados: de 10 a 18 h
Domingos e feriados: de 10 a 14.30 h

Verão (de abril a setembro)
De terça a sábados: de 10 a 20 h
Domingos e feriados: de 10 a 14.30 h

Fechado
segundas que não são feriados
1 de janeiro, 1 de maio, 25 e 26 de dezembro

Grátis:

18 de maio e 24 de setembro

Preço:

Adulto: 5,80 €

Estudantes: 3,60 €

Crianças até 7 anos: 0 €

Seniores (a partir de 65 anos): 0 €

Como chegar?

 Metro: PL. España, L1, L3
 Bus: 55 – 150
 Bus turístic: Rota sul – vermelha
 Bus Montjuïc turístic: parada 5
 Funicular de Montjuïc

Blogs que fazem parte da blogagem coletiva:

1) Trilhas e Cantos: Museu Casa dos Contos, em Ouro Preto, Minas Gerais. 2) Tá indo pra onde?: Museus e experiências além do básico em Barcelona 3) Mariana Viaja: National Gallery of Art, em Washington; 4) Turistando.in: Visitando o Museu de História da Arte de Viena (Kunsthistorisches Museum); 5) Vamos Por Aí: Meus Museus Favoritos; 6) Viajar correndo: Museu Light da Energia, Rio de Janeiro; 7) Guia do Nômade Digital: Galeria 11/07/95: Galeria sobre o Genocídio na Bósnia e Herzegovina; 8) Uma Viagem Diferente: 4 Museus Imperdíveis em Florença; 9) Quase Nômade: Museu Iberê Camargo, em Porto Alegre; 10) Gastando Sola Mundo Afora: Museo de Arte Precolombino de Cuzco; 11) Passeios na Toscana; Florença do alto: as Torres abertas à visitação; 12) Cantinho de Ná: Museu do Futebol em São Paulo: paixão, história e entretenimento; 13) Destino Compartilhado: Museu Lasar Segall; 14) Entre Polos: Museu Nacional do Hermitage – São Petersburgo – Rússia; 15) Do RS para o Mundo: Centro Português de Fotografia – Porto/Portugal; 16) Mulher Casada Viaja: Exploratorium – Museu de São Francisco, Califórnia; 17) TurMundial: Museu do Picasso em Málaga, Barcelona e Antíbes; 18) Farrabadares: Memorial São Nikolai em Hamburgo; 19) Itinerário de Viagem: MET Museum em Nova Iorque; 20)Viajar hei: Museu Imperial – Petrópolis – Rio de Janeiro; 21) Sol de Barcelona: Museu Olímpico e do Esporte – Barcelona; 22) Família Viagem: Children’s Museum of Houston – Texas com crianças; 24) Viaje na Web: American Museum of Natural History – Museu de História Natural de Nova York; 25) Aquele Lugar: Museus do Vaticano – Roma – Itália; 26) Viagem LadoB: Ilha dos Museus – Berlim; 27) Viajento: Museo Santuarios Andinos – Arequipa, Peru; 28) MEL a Mil pelo Mundo; Museo de Ciências Naturais de Madrid; 29) Caixa de Viagens; Museu Charlie Chaplin: o Chaplin’s World em Vevey, Suíça; 30) Let’s Fly Away: Museu Botero, Bogotá, Colômbia; 31) Sonhando em Viajar: Catetinho, em Brasília, Brasil; 32) Viajoteca: Batik na Indonésia: Museu Têxtil em Jakarta, Indonésia; 33) Mochileza: Museu do Automóvel de Turim, Itália; 34) Comendo Chucrute e Salsicha: Museu de Arte Latino-Americana de Buenos Aires, Argentina; 35) 1001 Dicas de Viagem: Museu Histórico de Berna, Suíça; 36) Estrangeira: 8 Museus Imperdíveis em Barcelona, Espanha; 37) Devaneios de Biela: Museu Nacional da Finlândia em Helsinki; 38) ILoveTrip: Top 7 Museus em Brasília que você precisa conhecer; 39) Me Deixa Ser Turista: Conheça o Museu da Revolução, em Havana; 40) A Fragata Surprise: Museus de Florença – Guia de Sobrevivência; 41) Direto de Paris: Os Museus de Troyes. 42) A Vida é Como Um Livro: Galeria Nacional da Noruega;  43) Ligado em Viagem: Beco do Batman é museu de grafite e arte de rua em São Paulo
Comments
  1. 4 anos ago
  2. 4 anos ago
  3. 4 anos ago
  4. 4 anos ago
  5. 4 anos ago
  6. 4 anos ago
  7. 4 anos ago
  8. 4 anos ago
  9. 4 anos ago
  10. 4 anos ago
  11. 4 anos ago
  12. 4 anos ago
    • 4 anos ago
  13. 4 anos ago
  14. 4 anos ago
  15. 4 anos ago
    • 4 anos ago
  16. 4 anos ago
  17. 4 anos ago
  18. 4 anos ago
  19. 4 anos ago
  20. 4 anos ago
  21. 4 anos ago
  22. 4 anos ago
  23. 4 anos ago
  24. 4 anos ago

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *