Guia prático para alugar um apartamento em Barcelona

aluguel

Neste post você encontrará as informações necessárias para alugar um apartamento em Barcelona. Meu conselho é que você não tente alugar um apartamento estão no Brasil.  Fique em um hotel nos primeiros dias e deixe para buscar um apê com calma. Como todo lugar do mundo é preciso ver o apartamento, conversar com o proprietário ou com a imobiliária e dar um rolê no bairro para sentir o clima.

1. Procurando apartamento:

Aqui na Espanha é muito comum procurar apartamento pela internet. Tem vários sites onde proprietários e imobiliárias oferecem os apartamentos. Outra forma de buscar é andar pelas ruas e ver os cartazes de aluguel nas janelas e sacadas. Ir a imobiliárias perguntar por apartamentos não é uma prática muito comum, mas você pode fazer. Muitas imobiliárias colocam na vitrine as opções que tem com preço e fotos. Se você busca um apartamento para poucos meses, a melhor opção é um piso de temporada.

Sites para procurar apartamento:

www.idealista.com, www.enalquiler.com, www.fotocasa.es.

(Para encontrar outros sites é só fazer uma pesquisa no google: alquiler de pisos en Barcelona)

Para pisos de temporada:

Um boa opção é a página Ok Apartamentos Barcelona que dispõe de mais de 1000 apartamentos para alugar em Barcelona com preços bem bons.

2. Bairro:

Não existe melhor bairro para morar. Tudo depende de você, do teus gostos, necessidades e quanto quer pagar de aluguel. Tem bairros mais baratos, mais caros, mais badalados, mais familiares e etc e tal. O importante é você dar um passeio pelo bairro que escolher e ver se ele tem tudo ou quase tudo que você procura. Uma coisa importante na hora de escolher o bairro é ver a oferta de transporte, escola, super-mercados e tudo que você acha que vai precisar no seu dia a dia.

3. Valor do aluguel:

O preço do aluguel pode variar segundo o bairro, tamanho do apartamento, número de quartos e localização. Apartamentos mobiliados são mais caros que os vazios. Podemos dizer que os aluguéis em Barcelona estão entre 400 e 1200 euros. Os especialistas recomendam que não se gaste mais de 30% da renda em aluguel.

4. Taxa de reserva:

Você viu um apartamento legal no site de aluguéis, chamou a imobiliária para marcar um dia para ver o apartamento, viu, gostou e agora quer vejar o contrato. Quanto você chega nesta etapa do processo a imobiliária te pede uma taxa de reserva para poder tirar o apartamento do site e entregar os teus documentos para o proprietário analisar. E agora? Bom, a taxa de reserva é a nova invenção das imobiliárias. Segundo elas fazem este tipo de cobrança para evitar o tipo de inquilino que diz que vai ficar com o apê e depois desiste.

A taxa de reserva tem o valor de 1 aluguel. É paga antes da entrega da documentação a imobiliária. Se o proprietário não aceita você como inquilino a taxa é devolvida, mas se você desiste do apê porque achou outro melhor o valor não é devolvido. Portanto, quando for fazer a proposta tenha certeza que é este o apartamento que você quer. Antes de fazer o pagamento da taxa peça a imobiliária um papel onde está escrito que o dinheiro será devolvido caso o seu pedido seja rechazado.

5. Antes de assinar o contrato:

Antes de fechar o contrato com o proprietário ou com a imobiliária pergunte o que está incluído no aluguel. É importante que isto fique claro no contrato para não ter surpresas. Pergunte também quem  vai pagar por pequenos concertos no apartamento ou por possíveis avarias. Se você achar que o aluguel está caro e que o apartamento não vale o valor que pedem, não fique com vergonha, negocie o preço. Todo mundo faz isto aqui. Você também pode negociar o tempo de contrato. Quando o tempo não é negociado se entende, por lei, que o prazo é de 1 ano. Ao final deste prazo o inquilino pode renovar a cada 1 ano, até fechar 5 anos. É possível alugar por menos de 1 ano.

Pergunte se todos os serviços básicos (água, luz e gás) estão ativados no apartamento. Caso não estejam, pergunte quem vai pagar os gastos para ativar os serviços. Conselho: melhor que estes gastos corram a cargo do proprietário. Veja se os impostos também estão incluídos no aluguel ou se tem que pagar algo à parte.

6. Documentação:

Depois que você escolheu o apartamento, negociou é hora de fechar assinar o contrato. Para fazer o contrato você vai precisar entregar uma documentação básica que consiste em: documento de identidade ou passaporte, contrato de trabalho ou outro documento que prove que você tem renda suficiente para pagar o aluguel e número de conta bancária.

7. Gastos iniciais:

Logo de cara você vai ter que pagar a famosa fiança. Um pagamento de 1 mês ou mais meses de aluguel que será devolvido no final do contrato. Aqui não existe a figura do fiador e a garantia do proprietário é a fiança. Ao final do contrato, se o apartamento não tiver nenhum problema e nada para arrumar, o dono devolve o dinheiro total. Caso contrário, não fará a devolução integral e sim o que restou. Se você tiver que contratar algum serviço tipo internet, água, luz, gás, telefone também terá um gasto inicial. É bom não esquecer a taxa da imobiliária, referente as trâmites do contrato. Este valor pode ser algo em torno de uns 10% do valor anual do aluguel. Depende de cada imobiliária. Também pode rolar alguma taxa da prefeitura ou outra.

8. Condomínio:

Na Espanha o condomínio se chama gastos de comunidade. Em geral é pago pelo proprietário, que já embute o valor no aluguel. Estes gastos nem tem comparação com os gastos com condomínio no Brasil. A maioria dos edifícios não tem porteiro e o gasto maior é com a limpeza das áreas comuns.

9. Possíveis golpes:

Como em todo lugar, aqui também pode rolar uma tentativa de golpe na hora de alugar um apartamento. Fiquei ligado!

1. Desconfie de anuncios com fotos de apartamentos lindos e com decoração de revista a um preço a baixo de mercado.

2. Não envie dinheiro a ninguém que te diga que está em outro país e que necessita de um depósito para te mandar as chaves para que você olhe o apartamento.

3. Não deposite a taxa de reserva do apartamento em uma conta que não seja da Espanha.

10. Glossário:

Piso: Apartamento

Alquiler: Aluguel em espanhol

Lloguer: Aluguel em catalão

Habitación: quarto

Dar de alta: contratar um serviço

Para saber qual é o melhor bairro para morar em Barcelona, entre aqui.

Comments
  1. 2 anos ago
    • 2 anos ago
  2. 4 anos ago
    • 4 anos ago
      • 4 anos ago
      • 4 anos ago
        • 4 anos ago
  3. 4 anos ago
    • 4 anos ago
  4. 4 anos ago
    • 4 anos ago
  5. 5 anos ago
    • 5 anos ago
  6. 5 anos ago
    • 5 anos ago
  7. 6 anos ago
    • 6 anos ago
  8. 6 anos ago
    • 6 anos ago
  9. 6 anos ago
    • 6 anos ago
  10. 6 anos ago
    • 6 anos ago
  11. 6 anos ago
    • 6 anos ago

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *