Dois dias em Barcelona: na disposição!

parc_guell_gaudi

Dois dias em Barcelona? Fiz um roteiro bem básico e recheadinho para você curtir Barcelona em dois dias sem lero, lero e com muita disposição.

Dia 1

Manhã: Ramblas e Bairro Gótico

O ponto de partida é Plaza Cataluña, coração do centro de Barcelona. Ali está o Corte Inglés, o centro comercial Triangle, o começo da Passeig de Gràcia e de Las Ramblas. Seguimos por las Ramblas até o mercado da Boqueria, se não for domingo ou feriado, de uma entradinha e desfrute das cores, sabores e cheiros do maior mercado da cidade. Você está nas Ramblas das flores. Seguimos em direção ao mar. Olhe para o chão e você vai se deparar com uma obra de Joan Mirò: Pla del oso. Vá até a rua Nou de La Rambla, entre! Nesta rua, no número 3-5, está o Palau Güell reformado por Gaudì. Vá até o final de Las Ramblas, para ver o monumento de Colombo e o Port Vell. Volte para Las Ramblas em direção a Plaza Cataluña.

Entre na Plaza Real, estilo Neoclássico, construída no século XIX, no lugar do convento dos Capuchinhos. Saia da praça pela Rua Ferran. Nosso ponto de chegada é a Plaza Sant Jaime onde está a Generalitat e o Palau de la Ciutat (prefeitura). Entre pela rua del Call e entre na rua Sant Domènech. Você está no antigo bairro judeu de Barcelona, construído em cima da antiga cidade romana. Os judeus viveram em Barcelona até 1492, quando foram expulsos pelos reis católicos. Entre na rua Marlet onde está a entrada da sinagoga maior e no final desta rua tem uma placa que faz alusão ao trabalho desenvolvido pelo rabino da comunidade judia. Volte para a rua del Call, pare diante da casa de número 5, olhe para cima e veja os restos da antiga muralha romana.

Seguimos pela rua Banys nous. Esta rua tem o traçado da antiga muralha romana. Vamos por ela até chegar a rua Palla, que nos levará a Catedral de Barcelona, dedicada a Santa Eulália. Na Plaza Nova você verá: A catedral, obra de Picasso no edifício do colégio de Arquitetos de Barcelona, uma reprodução, de 1958, do aqueduto romano, entrada das muralhas romanas (rua del Bisbe). Entre pelas muralhas, gire na primeira ruazinha à direita. Você chegará na Igreja Sant Felipi Neri, um oássis de tranquilidade. Na parede da igreja marcas das bombas da Guerra Civil Espanhola. Voltamos a rua del Bisbe, passamos pela porta de Santa Eulália, entrada para o claustro da igreja (7 euros). Giramos na rua Pietá e entramos na rua Paradís. Entre no edifício dos excursionistas de Barcelona. Lá dentro você vai encontrar as colunas romanas do templo de Augusto. Seguimos até a Plaza del Rei, ali está o antigo Palácio do lugar-tenente (à esquerda), hoje arquivo da coroa de Aragón. As escadarias dão entrada para o antigo palácio dos condes de Barcelona e depois dos reis. Torre do Rei Martín, El Humano, último rei catalão, construía em 1555.

Hora de comer! Afinal, você já andou bastante! Você pode comer pelo Gótico ou ir até a rua Argenteria que tem vários restaurantes.

Tarde: Bairro del Born e Praia

Nosso destino agora é o Born, um bairro formado pela Ribeira, Santa Catarina, San Pere. Seguimos pela rua Argenteria até a igreja Santa Maria del Mar (minha igreja preferida). De estilo gótico catalão, foi construída entre 1329-1350. Vamos contornar a igreja, passamos pelo fossar de les Moreres, praça construída em cima da fossa comum dos mortos da guerra de sucessão de 1714. Seguimos pela Rambla del Born, com vários bares e restaurantes. No final está o Centro Cultural do Born (6 euros), antigo mercado do bairro e agora centro cultural. Durante uma reforma foram encontrados restos da cidade medieval destruída para a construção do Parc de la Ciutadella. O museu Picasso fica na Rua Montcada. Seguimos para o Parc de la Ciutadella. O parque foi construído no terreno que antes está a fortaleza da cidade, construída por Felipe V. No século XIX, o lugar foi reformado para a Exposição Universal de 1888, ganhando jardins e pavilhões. Durante muito tempo, foi o único parque da cidade. Saímos do parque em direção a Estación de Francia (av. Marques de l`Argentera), inaugurada em 1929. Entramos pela Pla del Palau, do ladinho da Estación de Francia, ali tem uns postes que foram feitos por Gaudì.

Se é primavera, verão ou outono podemos dar uma esticadinha na praia de Barceloneta. Siga pelo Passeig Joan de Borbò. Se for inverno, vá até o passeio para jantar ou coma um hambúrguer no Kiosko. A está altura do passeio já estará escuro. Mas nada impede que você vá dar uma olhadinha na praia! 😉

Fim do primeiro dia!

Dia 2

Hora de acordar cedinho e bater muita perna pela cidade!

Manhã: Na companhia de Gaudì e do modernismo

Começamos no Passeig de Gràcia e aqui vamos ver as casas de Gaudì: La Pedrera e Casa Batllò. Ao lado da Casa Batllò, pegadinha nela, está a Casa Amatller, reformada por Puig i Cadafalch em 1900. Um pouco mais adiante a Casa Lleò i Morera, reformada por Lluis Domènech i Muntaner em 1906. Pegamos o metro L2 o L5 com destino a Sagrada Família. Saímos na estação Sagrada Família e estamos diante da maior obra inacabada de Gaudì. Ela começou a ser construía em 1882 e se, Deus quiser, terminará em 2026. A igreja tem duas fachadas terminadas: Nascimento e Paixão. Entrada básica: 14,80. Conselho: Se quiser entrar, compre a entrada pela internet para não ficar na mega fila. Nosso próximo destino é o Hospital Sant Pau. Siga pela Avenida Gaudì. O Sant Pau é maior complexo modernista da Europa, com 19 pavilhões, construído por Lluis Domènech i Muntaner. Dependendo do tempo, você pode entrar ou só olhar por fora.

Hora do almoço!

Tarde: A Montanha do Montjuïc

Durante a tarde vamos para o outro lado da cidade! Um lugar lindo e cheio de mágica, que o barceloneses adoram: Montjuïc.

Para chegar no Montjuïc vindo da Sagrada Família:

Opção 1: Pegue o metro na Sagrada Família L2 (lilas), desça na estação Universitat, troque para a L1 (vermelha), desça na Plaza España.

Opção 2 (se não for inverno): Metro L2 – descer Parallel – Funicular.

O teu itinerário vai depender da opção que escolher para chegar até lá. Na opção 1 você começa a visitar de baixo para cima. Na opção 2 de cima para baixo.

Itinerário 1: Vá até a fonte mágica, suba até o Museu Nacional de Arte da Catalunha. Pegue um ônibus até o Castelo do Montjuïc. Volte a Avinguda de L`Estadi siga até os Jardins de Joan Maragall, passando pela fundación Mirò, e vá até o estádio olímpico (entrada gratuita). Volte a pé até a fonte mágica.

Itinerário 2: Suba até o Castelo do Montjuíc. Volte a Avinguda de L`Estadi siga até os Jardins de Joan Maragall, passando pela fundación Mirò, vá para o estádio olímpico (entrada gratuita). Desça a pé até o Museu Nacional de Arte da Catalunha e depois fonte mágica.

Nos dois itinerários aconselho termine o dia na Fonte Mágica vendo um lindo espetáculo de luz, música e cor. Para jantar: que tal um restaurante no terraço do shopping Arena com vista para a Plaza España?

Você pode imprimir e seguir o roteiro ao pé da letra ou anarquizar! Vai depender de você. Pode escolher o que você gosta mais e mudar os dias como for melhor para ti. Uma coisa é certa! Este roteiro é bem denso e se você quer ver tudo não pode entrar nos lugares.

Links de interesse:

Para saber mais sobre a La Pedrera

Para saber mais sobre a Casa Lleò i Morera

Para saber mais sobre o Palau Güell

Para saber mais sobre o Hospital Sant Pau

Para saber mais sobre a montanha do Montjuïc e Fonte Mágica

Para comprar ingressos para a Sagrada Família

Para compra ingresos para outras atrações

Comments
  1. Avatar2 semanas ago
    • Avatar2 semanas ago
  2. Avatar4 anos ago
    • Avatar4 anos ago
  3. Avatar5 anos ago
  4. Avatar5 anos ago
    • Avatar5 anos ago
  5. Avatar5 anos ago
  6. Avatar6 anos ago
    • Avatar6 anos ago
  7. Avatar6 anos ago
    • Avatar6 anos ago
  8. Avatar6 anos ago
    • Avatar6 anos ago

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *