Descubra o bairro do Raval e saia do óbvio

O bairro do Raval é um lugar pouco explorado pelos turistas em Barcelona. Dois motivos podem servir como explicação: o bairro está fora do circuito turístico ou pela má fama. Morada de imigrantes indianos, paquistaneses, marroquinos, o bairro assusta, um pouco, pela falta de cuidado. Não vamos ser tão injustos, vai! A prefeitura, de uns anos para cá, vem reabilitando o bairro, através de reformas e da construção de espaços públicos, como a filmoteca da Catalunha.

O Raval (Rabad – bairro em árabe) sempre foi um bairro pobre, de imigrantes e operários. Durante a idade média ficava fora das muralhas e era um espaço de campos e conventos. Com a Revolução Industrial, se instalaram na região os primeiros imigrantes e operários de fábrica. Neste mesmo período, a boêmia se instala por ali e vão surgir bares, cafés, casas de espetáculos e de prostituição. E o bairro ganhou o apelido de bairro chino. Vamos! A coisa no Raval não mudou muito!

Rua do Raval

Rua do Raval

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Tá! E agora você está pensando…Esta louca quer me mandar para o Raval? Quero sim! O bairro do Raval esconde uma história interessante, uma arquitetura pitoresca e bares descolados. Além disto, é um ótimo lugar para você conhecer o outro lado de Barcelona, o lado imigrante, multicultural e mais pitoresco da cidade. Ou seja, lugar perfeito para você fugir do básico, do turistão. O Raval é único e eu te proponho uma rota turística por este bairro.

O ponto de partida é Las Ramblas. Entre na rua Bonsuccés e siga em frente até a rua Montalegre. Vá até o Centro de Cultural Contemporânea de Barcelona (CCCB). Atravesse o seu pátio. Saia pelos fundos, desça as escadas e vá para Praça dels Angels. Você chega no Museu de Arte Contemporânea de Barcelona (MACBA). Justo nesta praça foi filmada uma das cenas de Vick, Cristina e Barcelona. Observe os skatistas. Este é o lugar preferido por eles em Barcelona.

macba

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Siga até a rua Del Carmel. Entre no Antigo Hospital de la Santa Creu. Edifício gótico do século XV, hoje abriga a biblioteca da Catalunha e centros de estudos. O complexo foi construído para reunir os 6 hospitais que existiam na cidade e foi o maior hospital até a segunda década do século XX. Curta o lugar! Ali tem um café, rede wifi gratuita e bancos para descansar. Atravesse o pátio e vá até a rua Hospital.

entrada hospital Santa Creu.

Entrada do hospital Santa Creu.

Pátio dentro do Hospital Santa Creu.

Pátio dentro do Hospital Santa Creu.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Na rua hospital siga para a esquerda até a Rambla del Raval. A mais jovens das Ramblas de Barcelona, construída em 1955. A atração maior deste calçadão são as pessoas sentadas e o gato de Botero. A famosa estátua do gato gordo e grande foi comprada pela prefeitura em 1987. Ela perambulou por muitos lugares quando, em 2003, foi instalada, definitivamente, na Rambla del Raval.

gato_botero

 

 

 

 

 

 

 

 

Do gato do Raval você segue para direita e entra na rua Sant Pau. Praticamente, no final da rua está o Monastério de Sant Pau del Camp. Única igreja de construção românica, fundada entre 897 e 911 pelo conde Guifré-Borrell. Durante o cerco de 1713-1714, o governo de Barcelona, que resistia a invasão de Felipe V, vai se instalar neste monastério. Conselho: Entra!

sant_pau_camp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

sant_pau_camp

Por dentro do Monastério

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Volte para a Rambla del Raval e siga pela rua Sant Pau em direção a Las Ramblas. Você vai passar pela Filmoteca da Catalunha, inaugurada em 2012 em uma tentativa de revitalizar o bairro com espaços públicos de relevância.

filmoteca_bcn

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Siga em frente, você vai chegar no Hotel España. O hotel foi inaugurado em 1859, sendo reformado pelo arquiteto modernista Lluís Domènech i Montaner. Você pode visitar o recinto através de uma visita guiada oferecida pelo hotel.

Entre em Las Ramblas vá até a rua Nou de La Rambla, ali está o Palau Güell (saiba mais sobre este Palácio no post que fiz). Prédio reformado por Gaudì, foi residência do senhor Güell até quando ele se mudou para o Park Güell.

Ao terminar este passeio, você vai descobrir o verdadeiro sentido do verbo Ravalejar e vai querer repetir!

Ficou cansado? Segue em frente e vai até o Bar London, de decoração modernista, e toma uma cerveja.

Informação dos lugares:

CCCB (saiba mais sobre o CCCB no post do blog)

Terça a domingo: 11-20h

Entrada: 6 euros

MACBA

Segunda, quarta, quinta e sexta: 11-19:30h

Sábado: 10-21h

Domingo e feriados: 10-15h

Entrada: 9 euros

Antigo Hospital Santa Creu

Entrada: gratuita

Monastério Sant Pau del Camp

Segunda: 17-20h

Terça a sexta: 10-13:30h – 17-20h.

Entrada: 3,00 euros

Hotel España

Horário das visitas: de segunda a sexta às 12:15h e às 16:30h.

Preço: 5 euros (2,50 para hospedes do hotel e clientes do La Fonda restaurante)

Palau Güell

Terça a domingo

Inverno: 10-17:30h

Verao: 10-20h

Entrada: 12 euros

Bar London

Nou de la Rambla, 34

Terça a domingo: 19:00-4:00h

Comments
  1. Avatar2 anos ago
    • Avatar2 anos ago
  2. Avatar5 anos ago
    • Avatar5 anos ago
    • Avatar2 anos ago
      • Avatar2 anos ago
        • Avatar2 anos ago
  3. Avatar6 anos ago
  4. Avatar6 anos ago
  5. Avatar6 anos ago

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *