Três dias em Barcelona

A maioria das pessoas que vem a Barcelona reservam entre 3 e 4 dias. Barcelona é uma cidade grande, com muitas coisas para ver e fazer. Eu sempre recomendo reservar 5 dias. Com este tempo é possível conhecer Barcelona e ainda fazer um bate e volta. Se você só tem 3 dias em Barcelona, não tem problema! O post de hoje é para você!

catedral

Dia 1:

Manhã: Ramblas + Port Vell

Comece o passeio pelo famoso calçadão: Las Ramblas. O inicio está na Plaza Cataluña e o final diante do mar. A primeira parte de las Ramblas é a rambla Canalletas, onde está a famosa fonte de águas. Seguindo você chegará na Ramblas das Flores, um trecho cheio de banquinhas que vendem flores. Aqui também está o famoso mercado da Boqueria. Um lugar com cores, sabores e cheiros diferentes. Ótimo para comer e beber um suco refrescante. Siga mais um pouco e na altura do teatro do Liceo, no chão, encontrarás o mosaico de Joan Miró. O passeio segue até o final do calçadão, terminando na Estátua de Colombo. Caminhe um pouco pelo antigo porto de Barcelona, hoje chamado de Port Vell. A Rambla del Mar é um lugar muito agradável para sentar e descansar um pouco. No inverno o cheiro de goffre e chocolate mexem com o nosso estômago.

Se ao chegar no Port Vell é hora de almoçar, você pode comer no shopping Maremagnun ou mesmo seguir até o Museu de História da Cataluña onde tem vários restaurantes de frutos do mar e paella. Já aviso que não são baratos. Se quiser algo mais em conta vá até a Plaza Reial. Não como nas Ramblas. Se você está muito cansado termine o passeio aqui e tente encaixar o Gótico no segundo dia.

Tarde: Bairro Gótico:

Entre na Plaza Real, estilo Neoclássico, construída no século XIX, no lugar do convento dos Capuchinhos. Saia da praça pela Rua Ferran. O destino é a Plaza Sant Jaime, onde está a Generalitat e o Palau de la Ciutat (prefeitura). Entre pela rua del Call e entre na rua Sant Domènech. Você está no antigo bairro judeu de Barcelona, construído em cima da antiga cidade romana. Os judeus viveram em Barcelona até 1492, quando foram expulsos pelos reis católicos. Entre na rua Marlet onde está a entrada da sinagoga maior e no final desta rua tem uma placa que faz alusão ao trabalho desenvolvido pelo rabino da antiga comunidade. Volte para a rua del Call, pare diante da casa de número 5, olhe para cima e veja os restos da muralha romana.

Segua pela rua Banys nous. Esta rua tem o traçado da antiga muralha romana. Se dirija a Plaza del Pi onde está a igreja Sant Maria del Pi (século XIII). Volte a rua Palla, que te levará a Catedral de Barcelona, dedicada a Santa Eulália. Na Plaza Nova você verá: A catedral, a obra de Picasso ( fachada do edifício do colégio de Arquitetos de Barcelona), uma reprodução do aqueduto romano e entrada das muralhas romanas (rua del Bisbe). Entre pelas muralhas, gire na primeira ruazinha à direita. Você chegará na Igreja Sant Felipi Neri, um oássis de tranquilidade. Na parede da igreja estão as marcas das bombas da Guerra Civil Espanhola. Volte a rua del Bisbe, passe pela porta de Santa Eulália. Siga pela rua Pietá e vá até a rua Paradís. Entre no edifício dos excursionistas de Barcelona. Dentro do prédio estão as colunas romanas do templo de Augusto. Siga até a Plaza del Rei, onde está o antigo Palácio do lugar-tenente (à esquerda), hoje arquivo da coroa de Aragón, e o antigo Palácio Maior, moradia dos condes de Barcelona.

Dia 2:

casas_modernistas

Manhã: Gaudí + modernismo

Acorde cedo para aproveitar bem o dia e ver tudo que proponho. Compre um ticket T-10, pois você vai usar bastante o transporte público.

Comece o dia com uma visita ao Park Güell. Não va até lá sem comprar o ingresso antes pela internet. Você corre o risco de não entrar na hora desejada e ter que voltar 3 ou 4 horas depois. Nem tudo é pago no Park Güell, só a parte monumental cujas obras foram feitas pelo Gaudí. O resto é gratuito. Para chegar no Park Güell pegue o ônibus 24 no Passeig de Gràcia ou o metro L3 e desça na estação Lesseps. Eu recomendo ir de ônibus.

Compre o ingresso do parque Güell aqui no blog e não perca um minuto na fila!

Do Park Güell va para o Passeig de Gràcia para ver as casas modernistas. A primeira parada é a Casa Milà ou La Pedrera. Está casa foi construída do zero por Gaudí, entre 1906 e 1910, para o casal Milà. A casa recebeu dos moradores de Barcelona o apelido de Pedreira. Talvez a fachada já te diga o porque do apelido! Siga pelo Passeig de Gràcia, deixando a La Pedrera atrás de você. O destino agora é a “Quadra da Discórdia”. Nesta quadra estão as casas Batllò (Gaudí), Amatller (Puig i Cadafalch) e Lleó i Morera (Domènech i Montaner). Cada uma tem um estilo próprio, um arquiteto diferente e por isto fica difícil de saber quem é a mais bonita. Todas elas representam o estilo modernista catalão, que usa o ferro forjado, cerâmicas, vidros trabalhados e elementos da natureza na decoração das fachadas.

Se você quiser entrar nas casas do Gaudí sem perder o tempo, compre o ingresso aqui no Blog:

Ingressos Casa Milà (La Pedrera)

Ingressos Casa Batllò

Tarde: Born + Parc Ciutadella

Durante a tarde você vai visitar o bairro del Born e o Parc de la Ciutadella. Você pode pegar o metro para ir até o Born ou ir a pé mesmo. Tem duas linhas que chegam no Born: L4 – Jaime I e L1 – Arc del Triunfo (está te deixará bem na frente do Arc del triunfo pertinho do Ciutadella).

O Bairro del Born é dividido em três bairro e você vai visitar o bairro da Ribera, onde, durante a idade média, viviam os trabalhadores do Mar. Lá está a igreja Santa Maria del Mar. Uma das igrejas mais bonitas de Barcelona. A igreja é do século XIV e foi construída com o dinheiro e o trabalho das pessoas do bairro. Durante a Guerra Civil Espanhola foi incendiada pelos republicanos. Na lateral da igreja está o Fossar de les Moreres, cuja chama lembra os mortos na guerra de 1713-1714. Atrás da igreja está a rua Montcada, endereço do Museu Picasso.

Seguindo pelo passeio do Born você chegará ao Mercat del Born, hoje um centro cultural e um lugar de memória. Este antigo mercado, fechado desde 1975, hoje mostra ao público restos de casas. Elas foram derrubadas em 1714 para a construção da fortaleza militar da Ciutadella. Al terminar a guerra de 1713-1714, o Carlo V mandou construir uma fortaleza militar para garantir que os catalães não voltassem a se revoltar contra ele.

Atrás do Mercat del Born está o Parque de la Ciutadella. O atual parque foi, durante 150 anos, a temida fortaleza da Ciutadella. Em 1888 abrigou a Exposição Universal daquele ano e hoje é um parque. Veja o Arc del triunfo e a fonte do Parque.

Dia 3:

Manhã: Sagrada Família + Hospital Sant Pau

Comece o passeio na Igreja da Sagrada Família. Um ponto turístico de Barcelona obrigatório, segundo a minha opinião. Se você pretende entrar na igreja, compre o ingresso antecipado na aqui no blog. A igreja tem hora para entrar e limite de gente e sempre tem filas kilométricas. Você corre o risco de não conseguir entra sem o ingresso antecipado. Se você não tem medo de altura, uma boa pedida é comprar a entrada na igreja combinada com a subida as torres.

A igreja começou a ser construída em 1882 e Gaudí assumiu a obra em 1883, com 31 anos. Para saber mais sobre a Sagrada Família entre aqui! Perto da Sagrada Família está o Recinto Modernista do Hospital Sant Pau, um lindo complexo modernista que merece uma visita. Para chegar até ele é só seguir pelo Passeig Gaudí. Compre o ingresso para o Sant Pau aqui!

P. S. Se no dia anterior você não conseguiu chegar no Parc de la Ciutadella pode fazer no dia 3 depois da Sagrada Família.

Tarde: Montjuïc + Estádio do Barça

Terminando a visita nesta área é hora de partir para o Montjuïc, a famosa montanha de Barcelona. Pegue o metro L2, na Sagrada Família, desça na estação Parallel e pegue o funicular. Nem precisa sair da estação para pegar o funicular. Se for inverno se informe se o funicular está funcionando, nesta época eles fazem a manutenção do mesmo.

Chegando no Alto do Montjuïc você pode pegar o teleférico até o Castelo ou seguir para outras atrações. No alto da montanha está o Museu Miró, o Museu Olímpico, o Estádio Olímpico e o Museu Nacional de Arte da Catalunha (MNAC). Na frente do MNAC tem uma vista espetacular de Barcelona que vale muitas fotos. A fonte mágica fica neste recinto e você pode terminar o dia vendo o espetáculo das águas. Recomendo olhar os horários do show. Na base da montanha está a Plaza España, com as torres venezianas e o shopping Las Arenas, uma antiga arena de touros desativada em 1975.

Se você ainda tiver um pouco de tempo pode arriscar um passeio até o estádio do F.C. Barcelona. Minha recomendação é pegar um taxi ali na Plaza España mesmo e seguir para o estádio.

Compre os ingressos antecipados aqui no blog:

Ingressos para o teleférico

Entrada Museu Miró

Entrada MNAC

Entrada F.C Barcelona

torres_venezianas

Para saber mais sobre o Montjuïc: Entre aqui!

Para saber mais sobre a fonte mágica: Entre aqui!

Para saber mais sobre o museu do Barça: Entre aqui!

organizandoviagem

Encontre um hotel no Booking.com

Contrate uma visita guiada comigo: Guia de turismo em Português

Compre o guia de viagens: Roteiros Básicos de Barcelona

Compre os ingressos antecipados no Ticketbar e pule a fila: Ticketbar

Compre o ticket do Aerobus e chegue tranquilo a Barcelona: Aerobus

Comments
  1. 2 anos ago
    • 2 anos ago

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Uso de cookies

Este sitio web utiliza cookies para que usted tenga la mejor experiencia de usuario. Si continúa navegando está dando su consentimiento para la aceptación de las mencionadas cookies y la aceptación de nuestra política de cookies, pinche el enlace para mayor información.plugin cookies