Hospital Sant Pau e o modernismo que toca!

sant_pau_panoramica

O ano de 2014 está sendo muito especial para Barcelona. Muitas casas e construções modernistas estão abrindo as portas depois de longas reformas. Este ano já abriu a Casa Lleó i Morera, a casa Amatller e o Hospital Sant Pau.

Cada vez que visito uma construção modernista volto para casa mais apaixonada pelos arquitetos catalães e por este tal modernismo. O modernismo catalão surge no final do XIX e começo do XX repudiando as linhas retas do ferro e exaltando a natureza, as cores, as formas e o movimento político do Catalanismo. Quem entra nestas casa se depara com uma ânsia de independência, de amor a Catalunha e exaltação das curvas e das cores. São cores e formas que te tomam o olhar de uma forma que nada ou ninguém podem ficar indiferente. É algo que exige de você uma postura, um gosto ou não gosto, um amo ou odeio. O modernismo não toca apenas o teu olhar, ele toca a tua alma!

Eu gosto, amo, e não fico indiferente diante deste movimento arquitetônico e, também, político. Na verdade, ele me faz sorrir, me faz sentir bem dentro destas casas! Algumas pessoas podem pensar que são exageradas! Pode até ser! Se você pensa isto, é porque também não fica indiferente diante dele. O modernismo não é um movimento de consenso, não foi na sua época e não será agora.

O Hospital Sant Pau foi construído em 1905 por Lluis Domènech i Montaner, o mesmo arquiteto da casa Lleó i Morera. Inclusive o dono da casa era diretor do laboratório de análises clínicas do Sant Pau. O hospital abriu para visitação agora em fevereiro, depois de 4 anos de reforma, é o maior complexo modernista da Europa, 19 pavilhões. A visitação compreende o pavilhão administrativo, o jardim e pavilhões de enfermaria.

O pavilhão administrativo reúne todos os elementos do modernismo catalão: tetos super decorados, paredes com todo tipo de detalhes, luminárias em ferro trabalhadas, cerâmica, mosaicos, pinturas e vitrais que permitem a entrada da luz natural de Barcelona. Símbolos catalães como a bandeira da Catalunha, a de Barcelona e São Jorge estão presentes na decoração. E flores, flores por todos os lados. Eu me sinto tão identificada com a decoração dos modernistas, porque adoro flores e adoro rosas. E nas suas construções sempre tem rosas. O resultado de tudo isto…são cores, texturas e formas entrando pela tua vista, te impregnado de arte, de movimento e de sentido.

flores

sant_pau_teto

sant_pau_porta

Salão de atos com São Jorge no fundo.

Salão de atos com São Jorge no fundo.

Do pavilhão administrativo fomos para o jardim, passando por corredores com azulejos brancos, destinados ao transportados de pacientes. O jardim foi a experiência mais intensa e provocante que tive com o modernismo até agora! Tudo bem, que quem conhece a Casa Batllò já se sentiu provocado pelo modernismo e suas cores!!! Mas, não sei…No hospital Sant Pau tive outra sensação, uma sensação de tranquilidade, encantamento e …. No dia que fui o céu estava azul, azul de um jeito mediterrâneo, e aquele azul somado as cores das abóbadas dos edifícios me causaram uma sensação que não sei explicar. Eu sei que pensei: eu gostaria de ficar internada aqui! Eu seria uma doente feliz! E assim as pessoas passariam menos tempo nos hospitais e não iam ter motivo para ficarem deprimidas! Viu! Eu sorri e me senti feliz!

sant_pau_jardim

sant_pau_igreja

O modernismo é o reflexo de uma época, onde as pessoas lutavam por um ideal, que ainda segue vivo na Catalunha, mas também servia para ostentar a riqueza dos novos ricos. Ele deixa um legado, uma história e revela o modo de viver e sentir daquelas pessoas no início do século XX. Hoje ele é orgulho para os catalães e, de certa forma, um símbolo da luta independentista. Por isto, e por mais, você tem que entrar em uma construção modernista. Eu te convido a descobrir a Barcelona modernista indo além de Gaudì!

O Sant Pau será gratuito até o dia 16/03, todos os dias das 11 às 18h.

Onde fica?

Rua: Sant Antoni Maria Claret, 167 (esquina rua Cartagena)

Como chegar?

Metro L5 – Parada Dos de Maig

Ônibus: 15, 19, 20, 45, 47, 50, 51, 92, 117

Se estiver na Sagrada Família pode ir a pé pelo passeio de Gaudì.

Preço:

Visita livre: 13,00 (Barato perto dos outros monumentos modernistas)

Visita guiada: 19,00 ( Francês, Inglês, Castelhano e Catalão)

Estás na dúvida se vale a pena entrar? Veja o vídeo que eu fiz:

Comments
  1. 4 anos ago
    • 4 anos ago

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Uso de cookies

Este sitio web utiliza cookies para que usted tenga la mejor experiencia de usuario. Si continúa navegando está dando su consentimiento para la aceptación de las mencionadas cookies y la aceptación de nuestra política de cookies, pinche el enlace para mayor información.plugin cookies

ACEPTAR
Aviso de cookies