Descubra o bairro do Raval e saia do óbvio

O bairro do Raval é um lugar pouco explorado pelos turistas em Barcelona. Dois motivos podem servir como explicação: o bairro está fora do circuito turístico ou pela má fama. Morada de imigrantes indianos, paquistaneses, marroquinos, o bairro assusta, um pouco, pela falta de cuidado. Não vamos ser tão injustos, vai! A prefeitura, de uns anos para cá, vem reabilitando o bairro, através de reformas e da construção de espaços públicos, como a filmoteca da Catalunha.

O Raval (Rabad – bairro em árabe) sempre foi um bairro pobre, de imigrantes e operários. Durante a idade média ficava fora das muralhas e era um espaço de campos e conventos. Com a Revolução Industrial, se instalaram na região os primeiros imigrantes e operários de fábrica. Neste mesmo período, a boêmia se instala por ali e vão surgir bares, cafés, casas de espetáculos e de prostituição. E o bairro ganhou o apelido de bairro chino. Vamos! A coisa no Raval não mudou muito!

Rua do Raval

Rua do Raval

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Tá! E agora você está pensando…Esta louca quer me mandar para o Raval? Quero sim! O bairro do Raval esconde uma história interessante, uma arquitetura pitoresca e bares descolados. Além disto, é um ótimo lugar para você conhecer o outro lado de Barcelona, o lado imigrante, multicultural e mais pitoresco da cidade. Ou seja, lugar perfeito para você fugir do básico, do turistão. O Raval é único e eu te proponho uma rota turística por este bairro.

O ponto de partida é Las Ramblas. Entre na rua Bonsuccés e siga em frente até a rua Montalegre. Vá até o Centro de Cultural Contemporânea de Barcelona (CCCB). Atravesse o seu pátio. Saia pelos fundos, desça as escadas e vá para Praça dels Angels. Você chega no Museu de Arte Contemporânea de Barcelona (MACBA). Justo nesta praça foi filmada uma das cenas de Vick, Cristina e Barcelona. Observe os skatistas. Este é o lugar preferido por eles em Barcelona.

macba

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Siga até a rua Del Carmel. Entre no Antigo Hospital de la Santa Creu. Edifício gótico do século XV, hoje abriga a biblioteca da Catalunha e centros de estudos. O complexo foi construído para reunir os 6 hospitais que existiam na cidade e foi o maior hospital até a segunda década do século XX. Curta o lugar! Ali tem um café, rede wifi gratuita e bancos para descansar. Atravesse o pátio e vá até a rua Hospital.

entrada hospital Santa Creu.

Entrada do hospital Santa Creu.

Pátio dentro do Hospital Santa Creu.

Pátio dentro do Hospital Santa Creu.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Na rua hospital siga para a esquerda até a Rambla del Raval. A mais jovens das Ramblas de Barcelona, construída em 1955. A atração maior deste calçadão são as pessoas sentadas e o gato de Botero. A famosa estátua do gato gordo e grande foi comprada pela prefeitura em 1987. Ela perambulou por muitos lugares quando, em 2003, foi instalada, definitivamente, na Rambla del Raval.

gato_botero

 

 

 

 

 

 

 

 

Do gato do Raval você segue para direita e entra na rua Sant Pau. Praticamente, no final da rua está o Monastério de Sant Pau del Camp. Única igreja de construção românica, fundada entre 897 e 911 pelo conde Guifré-Borrell. Durante o cerco de 1713-1714, o governo de Barcelona, que resistia a invasão de Felipe V, vai se instalar neste monastério. Conselho: Entra!

sant_pau_camp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

sant_pau_camp

Por dentro do Monastério

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Volte para a Rambla del Raval e siga pela rua Sant Pau em direção a Las Ramblas. Você vai passar pela Filmoteca da Catalunha, inaugurada em 2012 em uma tentativa de revitalizar o bairro com espaços públicos de relevância.

filmoteca_bcn

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Siga em frente, você vai chegar no Hotel España. O hotel foi inaugurado em 1859, sendo reformado pelo arquiteto modernista Lluís Domènech i Montaner. Você pode visitar o recinto através de uma visita guiada oferecida pelo hotel.

Entre em Las Ramblas vá até a rua Nou de La Rambla, ali está o Palau Güell (saiba mais sobre este Palácio no post que fiz). Prédio reformado por Gaudì, foi residência do senhor Güell até quando ele se mudou para o Park Güell.

Ao terminar este passeio, você vai descobrir o verdadeiro sentido do verbo Ravalejar e vai querer repetir!

Ficou cansado? Segue em frente e vai até o Bar London, de decoração modernista, e toma uma cerveja.

Informação dos lugares:

CCCB (saiba mais sobre o CCCB no post do blog)

Terça a domingo: 11-20h

Entrada: 6 euros

MACBA

Segunda, quarta, quinta e sexta: 11-19:30h

Sábado: 10-21h

Domingo e feriados: 10-15h

Entrada: 9 euros

Antigo Hospital Santa Creu

Entrada: gratuita

Monastério Sant Pau del Camp

Segunda: 17-20h

Terça a sexta: 10-13:30h – 17-20h.

Entrada: 3,00 euros

Hotel España

Horário das visitas: de segunda a sexta às 12:15h e às 16:30h.

Preço: 5 euros (2,50 para hospedes do hotel e clientes do La Fonda restaurante)

Palau Güell

Terça a domingo

Inverno: 10-17:30h

Verao: 10-20h

Entrada: 12 euros

Bar London

Nou de la Rambla, 34

Terça a domingo: 19:00-4:00h

Comments
  1. 2 anos ago
    • 2 anos ago
  2. 5 anos ago
    • 5 anos ago
    • 2 anos ago
      • 2 anos ago
        • 2 anos ago
  3. 6 anos ago
  4. 6 anos ago
  5. 6 anos ago

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Uso de cookies

Este sitio web utiliza cookies para que usted tenga la mejor experiencia de usuario. Si continúa navegando está dando su consentimiento para la aceptación de las mencionadas cookies y la aceptación de nuestra política de cookies, pinche el enlace para mayor información.plugin cookies

ACEPTAR
Aviso de cookies